Campeonato de Supino 2015 – Eu competi!

Semana passada foi a 26ª Semana da Educação Física na FMU. Um evento muito importante para o curso e que é planejado pela comissão durante um ano todo, desde a busca de patrocinadores até os convidados e conteúdos que serão apresentados na semana. Mega evento!

Fomos formalmente comunicados do evento uma semana antes. Sendo assim, nós do primeiro semestre não participamos ativamente realizando atividades, mas poderíamos participar como ouvintes de todas as palestras e workshops da programação da manhã.

Continuar lendo

O click…

Várias vezes me perguntei quando foi o momento que “não estava mais me divertindo” com esse negócio de computador. Até o momento, acho que a resposta está lá em 2008, depois de terminar a pós graduação e tudo mais…

Vamos fazer uma retrospectiva rápida?

Para quem está chegando agora, comecei a estudar TI em 1995, quando iniciei meu segundo grau técnico na Escola Técnica Estadual Professor Camargo Aranha, depois de um concorridíssimo vestibulinho de apenas 80 vagas para Processamento de Dados. Velhos tempos de inteligência… rs… Mais de 5000 candidatos para os 4 cursos oferecidos no Camargo Aranha e eu passei em 15º lugar na classificação geral. Fiz 42 pontos de 50. Graças a Deus e a muito estudo ao lado da minha amiga Tatiana Cristina de Paula Coimbra! Nome de rica, né? Mas de ricas só tínhamos a saúde e a força de vontade! Estudamos a vida toda em escola pública e tivemos que rachar para passar na prova e conquistar nosso lugar nas tão desejadas ETEs (hoje se chamam ETECs). Ela na ETEGV (em 17º geral, confere?) e eu na ETECA.

Viva nóis, Thaty!!!! \o/

Hoje, ETEC Camargo Aranha, na italianíssima Mooca.

Hoje, ETEC Camargo Aranha, na italianíssima Mooca.

Continuar lendo

Gente, que loucura…

… nem sei por onde começar… ajuda?

Sei lá, neste primeiro post, vou falar um pouquinho do meu passado negro.

Fui uma criança gigante e descoordenada. Com 10 anos já calçava mais que a minha mãe, número 37.

Estudante de escola pública, fiquei pós graduada em jogos de queimada nas aulas de Educação Física. Até que na 7ª série, apareceu a professora Marcela (minha xará linda) que nos ensinou a jogar vôlei! Yessss… Eu não era das melhores, porque era muito tímida e morria de medo de errar, mas num campeonato inter-escolas da região, meu time ficou com medalha de bronze! Até que quebrava um galho!

Continuar lendo